a quarta

Esse blog anda insosso, eu sei – e mesmo que não soubesse, amigão meu veio me avisar. Chamou para conversar, fez os preâmbulos (ah, os preâmbulos) tradicionais, mas não me fez esperar muito antes de jogar na lata: ando chata. Textualmente (acho) chata. Sem criatividade, sem inspiração, escrevendo sem qualquer interessância. Meh.

Expert em desculpas esfarrapadas, pensei logo em três argumentos para minha defesa. O primeiro deles apareceu instantaneamente no meu cérebro, como se sempre estivesse lá desde sempre, só esperando para dar o bote. Era a boa e velha correria. Não demanda muito esforço intelectual ou detalhamento na questão: é necessária apenas uma palavra para que o outro compreenda o que você quer dizer (ainda que você não queira dizer nada, ou seja, melhor ainda). Funciona como um código secreto, uma palavra-chave que dá acesso ao paraíso das desobrigações. A correria a todos ilumina, é a desculpa universal.

E, por isso mesmo, é a primeira a perder força. Tão boa e velha quanto a correria é a tal da força de vontade. “Cláudia, se você quisesse mesmo, arranjaria um tempinho pra escrever”, eu o ouvia falando. Justo, justo. A correria é um clássico. Eu estava subestimando meu oponente.

Minha segunda desculpa opção era um tantinho mais refinada. Eu diria que estou sem foco para escrever. Há coisas demais acontecendo –  trabalho, aula, amigos, saúde e, pra piorar, titia Dorotéia caiu da lambreta de novo – e eu simplesmente não sei por onde começar a pensar sobre elas, quanto mais organizá-las em frases interessantes. Há todo um fator emocional embutido aí, acompanhado de um possível esforço e vontade de mudança, que sempre solidariza o ouvinte.

Mas logo caiu por terra. Meu amigo é esperto e não aceitaria essa desculpa, ainda que fosse melhor que a anterior. O problema é que eu tenho foco, infelizmente. Ainda que esteja espalhado em um turbilhão maluco de pensamentos, ele existe desse jeito desde que me entendo por gente – e nunca me impediu de escrever. Matei mais alguns neurônios e fui em frente.

Então parti para a apelação, claro. Apostei todas as minhas fichas em detalhar uma crise braba, que envolve pelo menos três setores da minha vida e me impede de fazer coisas que eu considero importantes, como escrever, tocar meus projetos pessoais ou dobrar tsurus compulsivamente. Uma opção um tanto quanto megalomaníaca, tá certo, mas com 99,68% de eficácia garantida.

Desabafei tudo. Teve drama, tempestade e ímpeto. Foi lindo, sem querer me gabar. Você choraria se estivesse lá.

Ao que meu amigo respondeu:

– Claro, tá bom. Mas e se você não encanar tanto com isso e escrever mais de boa, só pela diversão? Era esse o ponto desde o começo, não era?

Em algum lugar, dona Dorotéia monta na lambreta e sai à toda velocidade. Gargalhando.

Anúncios

3 comentários a “a quarta

  1. Não acho que você esteja textualmente chata, só sinto falta de vê-la escrevendo mais como antes…

    Mas eu não posso falar nada, afinal de contas meu blog ficou abandonado por meses, e depois mais meses. E minhas desculpas nem eram boas assim. Na verdade nem sei se elas realmente existiam…

    Saudade enorme de quando a gente se esbarra por aí pra conversar… espero que esteja bem… (:

    =** minha eterna véia do facão (me perdoe as piadinhas velhas, mas elas vem mais rápido do que a minha capacidade de detê-las…)

  2. Eu me mato de rir com seus posts, mas ainda não existe nenhuma risada no mundo internetês capaz de canalizar todo o sentimento e te mostrar! Digamos que tô gargalhando mais que a Tia Dorotéia (beijo pra ela).

    Amo seus posts desde o primeiríssimo que li, então… tô com seu amigo e não abro!

    Saudades de vocês, de copos de agua de presente e de show de aniversário do TM!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s