uma pequena pausa no sentido das coisas

Ouvir música é tomar certas liberdades consigo mesmo.

É se dar ao luxo de sentar numa grama imaginária, fechar os olhos e dizer ao mundo que, assim, então, sabe como é?, você não está completamente disponível nesse momento. É, é isso mesmo. Tem toda uma ousadia, um “vem que tem”.

É claro que você está consciente daquelas coisas estão esperando para serem lidas, vistas e twittadas. Bacana, bacana. Mas quando você ouve música, aquela música, todo esse bololô aí de fora meique perde a graça. As cores, imagens e interessâncias em geral ficam dentro de você. E caso você se aventure a olhar para o mundo, ele não parece mais o mesmo – é como se tudo funcionasse no ritmo e lógica da canção. Coisa de doido, de doido.

E há tanto a explorar nessas horas, minha gente.

Às vezes (quando quero criar metáforas das quais vou discordar em questão de dias, principalmente), vejo a música como uma daquelas invenções mirabolantes da Guerra Fria, sabe? Tipo, sei lá, um muro portátil, do tamanho de um batom, que precisa de apenas um clique para nos tirar da emboscada. Ou o contrário: uma pá semi-automática que só nos afunda mais na trincheira. Mas com gosto, por vontade própria. Sempre.

É.

(Quer saber? Na verdade, tudo isso aí é uma bobeira sem fim. Música é aquilo que ela diz pra gente. São acordes, técnicas, magias, erros e acertos, histórias, gente, gosto, memória. Não tem nada a ver com comunistas.)

(A não ser que tenha.)

(Legal, né?)

3 thoughts on “uma pequena pausa no sentido das coisas

  1. Pra mim música é aquilo que faz a gente se sentir bem, mesmo as vezes sabendo que qualidade musical é algo inexistente naqueles 3 minutos de guitarra e bateria (falou a menina que sabe toooodas as músicas do CPM22). E como eu tenho o hábito de pegar um cd e ouvir até cansar, quando o ouço meses (ou até anos depois) lembro perfeitamente de cada sensação que tove na época, as vezes é bem gostoso relembrar, em outras extremamente doloroso e o cd acaba esquecido para não trazer lembranças ruins (o problema é que tem vezes que a música é realmente fucking good!).

    Beijo

    Você ainda me odeia pelo seu aniversário?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s