Epifanão

Foi meio inesperado. Quer dizer, eu tava no banho, depois de uma maratona de quatro filmes seguidos (com apenas uma interrupção entre eles pra dormir, saca?), e de repente eu comecei a pensar… no depois. Não sei, não foi um raciocínio lá muito linear – suspeito que ele tenha enchido a cara no sábado à noite e se esbaldado nas baladas da vida. O que acontece é que eu acho que talvez eu tenha tido uma epifania.

Não das grandes, aquelas que revelam que na verdade sua vida é um lixo e BAM!, de repente passa um carrão e te atropela. Na verdade, foi uma coisa singela… que eu nem sei se merece post. Mas o que anda merecendo, né verdade? Simplesmente tudo. Tudo anda merecendo post esses dias.

Bom. Foi assim: coisas externas andam me fazendo feliz, ou melhor, exultante. O teatro, o estágio, meus amigos – tudo anda tão perfeito que se melhorar estraga. Mas eu ainda não tô no ponto comigo mesma. Quer dizer, cadê meus três furos na orelha que eu sempre quis? Por onde anda meu critério de seleção com pessoas (e eu não tô falando de amores, embora esteja falando também de amores)? Por que eu não me imponho quando acho que devo e insisto em levantar todas as bandeiras do mundo? É como se as coisas que eu mais adoro e valorizo perdessem a magiquinha, porque entre tantas coisas que eu acho que devo gostar e apoiar, elas se tornam só mais algumas. Faz sentido ou opa, tô bebada (que nem o raciocínio lá em cima)?

De repente eu comecei a parar de achar sentido em uma lista das 101 coisas que eu quero fazer em 1001 dias – talvez porque não saiba ainda se eu quero realmente tudo aquilo. No primeiro dia do ano, talvez quisesse, mas eu lá sou a mesma pessoa daquele dia? No, no, no. Disso eu tenho certeza.

No mais, ainda não sei exatamente pra onde que essa epifania vai levar. Ok, algumas coisas pequenas: furos na orelha e quiçá uma tatuagem no tornozelo. Midiz onde eu vou enfiar o pavor de agulha nessas horas! =D Um medo menor de defender o que eu acho certo e critérios de seleção um pouquinho mais exigentes. Aprender a dizer não sem frescurinhas e mimimis.

E porque eu tô escrevendo isso? Bão, basicamente porque eu já cansei de pensar nisso. Pensar… pensar… e largar mão porque dá trabalho, porque eu tenho medo de mudar e virar outra pessoa musculosa e verde, yada yada yada. Se hoje eu deleto a lista de 101 coisas em 1001 dias, boto é outra promessa em mente, e essa, infelizmente, num vai ser pública. Pressão psicológica não tá rolando mais pra mim. (:

That’s all, folks. Dirijam com cuidado, sejam legais e vão ver Juno, é fofo. E muito melhor que o Felipe Massa, sério.

(Depois de cento e dois posts (yeeey \o/), nova vibe aqui no Desilu. Enjoy it. Eu gostei bastante, apesar do conceito todo tons pastéis. Um dia ainda acho o template perfeito =D)

Anúncios

11 comentários a “Epifanão

  1. 1- a decoração nova tá liiinda. adorei o clima mais cleaan.

    2- epifanias fazem parte. (e eu sempre me lembro de sweeney todd com epiphany) o bom é que esta te fez é bem pra perceber o que tem de errado na tua vida, só espero que ela dá o empurrão pra começar a mudar também.

    e meu..já disse hoje que te amo?

    ;*

  2. Ahh eu gostava da decoração antiga… mas essa ta tão mais… clara e… aconchegante *-* e te garanto que pavor de agulha vc perde…. aos 15 eu tinha esse pavor e fiz minha estrela no pulso =P
    e eu sei mto bem o que é pensar, pensar, pensar e ficar nisso…

  3. Gostei da decoração… Levei um susto, pois já estava tão acostumanda com o visu antigo…

    Epifanias são bem legais. Penso nelas bastante ultimamente. Essa história toda me deixou morrendo de vontade de fazer coisas que eu estava louca pra fazer mas estava deixando de lado!

    E sim crianças dirijam com cuidado. fikadika!

    =*

  4. Primeiro: o layout tá superbonitinho, organizado e panz. Amei!

    É bom ter essas epifanias, eu to muito nesse clima antigamente. Saber o que realmente se quer, e não o que os outros esperam que você faça. Desejo toda sorte do mundo nessa nova decisão que você tomou 🙂

  5. bem, pensar demais na vida faz parte. (eu também tenho o desejo dos três furos, mas fiquei chocada ao saber que não tem espaço na minha orelha)… tem coisas que só no pensamento mesmo.
    ^___^

  6. As vezes pensar demais não ajuda muito, mas deixar as coisas fluirem soltass tbm nao.. rsrs
    Colocar pra fora o que se sente e pensa escrevendo é uma ótima forma! :}
    Sou nova aqui..prazer!
    :p

  7. Ah, tá, então foi aqui que você mudou o visual. Cara, eu fui montar um blog no wordpress também, só de inveja hahah não, só porque eu fiquei com raiva do writter ser pro wordpress e aí eu rodei, rodei e achei que esse era perfeito. perfeito se não fosse o pequeno problema “igual ao da cláu”. Tudo bem, eu vou continuar no meu uol blog.

    Cara, a ideia da lista de 101 é legal, mas 1001 dias é muita coisa e você vai levando, levando e vê que no fim das contas não quer mais nada, nem vai conseguir…
    Eu sempre faço listas no começo do ano e, quer saber, nunca cumpro sequer 2. Uma as veis passa.
    Mas, só pra você ficar com inveja, eu tenho QUATRO furos na orelha, fora o piercing no umbigo. Mas, relax, eu também tenho medo de agulhas e passei por tudo isso sem trauma.
    E quem sabe eu faça uma tatoo ano que vem. Grande, senão não vale.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s