Meus Kens e o caso Eloá

Vou te contar: no alto dos meus doze anos, eu era apaixonadjeenha por um menino da minha sala e dava o nome dele aos meus Kens. Até conhecia meninas que já tinham beijado, mas começar a namorar um cara sete anos mais velho não fazia parte dos planos de ninguém. Talvez por isso o caso da “menina Eloá” – sim, é assim que eu o chamo – tenha chocado não só a mim, mas o país inteiro. E olha que tudo anda chocando o Brasil, né verdade. Já tá sem gás de tão choco.

Já ouvi discurso de todo jeito. “Tem que proibir namoro de pessoas tão jovens! Tem que trancar as filhas em casa!” Talvez não seja o caso… nem a solução. Pedofilia virtual tá aí pra provar que tem louco de tudo quanto é jeito e em quase todo lugar.

Eu me pergunto se a Eloá tinha amigas, lia revistas, conversava com a mãe. Nem por causa do Lindemberg  e seus sete anos de diferença – tem muita gente que se orgulha de namorar caras mais velhos e ninguém fazia tanto alarde disso quanto agora. Mas me pergunto se ela era aquela menina normal da escola que ri alto quando ouve uma fofoca, manda bilhete na aula e tem uma quedinha pelo professor de Ciências. Se tinha amiguinhos apaixonados por ela e sonhou em só pegar na mão. Se teve um amor platônico antes do maduro. Coisas vitais, gente.

Dá pena quando penso na resposta. Essa menina não teve ingenuidade, meu Deus, não teve amadorismos sentimentais. Só descobriu que deu bola pro cara errado quando… morreu. Tem coisas que não dá pra trocar por um namorado mais experiente e com nome difícil. E nesse quesito, meus três Kens Lucas têm muitas vantagens a mais.

Anúncios

5 comentários a “Meus Kens e o caso Eloá

  1. Assino embaixo com orgulho. Ótimo texto, uma idéia em que eu não tinha pensado ainda 🙂 Essa transição pré-adolescência/mundo adulto que confunde a cabeça dessas meninas. Elas não têm tempo de sonhar.

  2. Com 12 anos eu mandei uma carta pro menino que eu gostava com uma letra de uma musica de sandy e junior… x.x se mata… E super apoio esse negócio de que as meninas saem da faze criança e partem pra parte jovem/adulto sem serem adolescentes normais… e eu só lamento… porque é tão bom trocar bilhetinho e gostar do professor de biologia =P

  3. Acho que o maior problema é que todo mundo que falou sobre proibir namoros e tyrancar meninas em casa não teve a idéias mais simples e eficaz de todas: sentar e conversar, perguntar como vão as coisas sem tom de briga, amparar.

  4. Sabe… quando você falou que algumas meninas sentem orgulho de namorar caras tão amis velhos… lembrei de uma colega de classe que tinha 13 anos e namorava um “carinha” de 27, casado ainda por cima, o fim da história…? A menina engravidou e ele “separou” dela depois que ela perdeu o bebê(aborto natural), ou seja, de que adianta esse orgulho tão… bobo?:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s