McFlurry na cabeça e idéias no estômago

Aqui perto da faculdade (daí você pode deduzir que eu estou postando na faculdade, renegada ao relento acadêmico solitário, frio e triste) tem um McDonald’s. Todos os dias, eu e algumas amigas da facurdis suspiramos pelo McFlurry de Suflair, que fica todo exibindinho-se em um grande cartaz na porta do, ahn, “restaurante”. Combinamos que, um dia, todas nós almoçaríamos McFlurry, e depois cortaríamos os pulsos com o canudinho do refri, em um ritual animado e junkie à moda antiga. Ok, essa parte eu inventei.

Então vou começar o post pedindo desculpas por quebrar esse pacto, meninas. É, pois é. Não vai rolar de almoçar McFlurry, nem mesmo de suspirar por McFlurrys!, e eu vou explicar bem o porquê.

Digamos que todas nós imaginamos que o McFlurry é delicioso, imperdível. Sustentamos a insustentável delícia desse ser e contamos assiduamente os dias no calendário, ansiosas pela segunda-feira fatídica que finalmente brindaremos a felicidade de existir ao experimentarmos o sorvete/manjar dos deuses.

E quando esse dia iluminado chegar, provaremos que ele é realmente delicioso, mas até que poderia ser melhor. Talvez mais calda, menos Suflair, que tal uma calda de Suflair? A massa é branca, mas poderia ser mista, né? E o copinho do McFlurry podia ser mais alto, menos diametralmente exaustivo (vocês já comeram aquela joça inteira? Eu que não).

Não adianta ver perfeição (enfia isso na cabeça, Cláudia, não deixa os paletós xadrez nublarem a sua razão) onde num tem. Principalmente porque não tem em lugar nenhum. McFlurrys podem vir com menos calda, caras bonitos (lindos, na verdade) podem não ter pegada assunto e nenhum emprego é dos sonhos, ou não teria um “prego” no meio.

Se assim caminha a humanidade, é porque ela tá cheia de imperfeições que vários manés tentam consertar. Alguns conseguem, com sucesso, e descobrem errinhos velocidade nível 5, mais rebuscados e absurdos que as anteriores. A graça da vida tá em inventar problemas, que muitas vezes até não encaramos como problemas. Então a gente sai correndo atrás de coisas cada vez melhores e mais substanciosas – e uma vez dentro do McDonald’s, vou ter que comer um Cheddar que beira (e não atinge) a perfeição. :9

Talvez sejamos felizes com Chocomacs e estágios simplesmente simpáticos. Sábados livres e um celular que funcione, pra variar. Amores que não fazem levitar, mas tiram o pé do chão por um tempo. Um dia de festa, não uma vida inteira. Aquilo que é muito bom perde a graça quando vivido o tempo todo.

(E, só pra informar, o McFlurry de Suflair nem é tão bom assim. Muita massa e uns cacos de chocolate [chamar de pedaço é too much], todos empilhadinhos. A cobertura não alimenta nem formiga. Mas tudo bem. Ele não podia ser perfeito mesmo.)

Anúncios

13 comentários a “McFlurry na cabeça e idéias no estômago

  1. Hum… me fez pensar e vou ter que escrever um post sobre isso. Realmente, o McFlurry, como qualquer outro Mcalgumacoisa, não é perfeito. Eu lembro de um sanduíche gigante que o McDonalds lançou que mal cabia na tela da tv – talvez coubesse nessas novas widescreen – que na verdade era uma tripinha normal. Gostoso, sim, não tãaao gostoso. Maior que um Mc Chicken, já era alguma coisa.
    Tudo bem, todo mundo fica melhor na tv também. Você pode apostar que quando eu sair na capa da Playboy não terei essas manchinhas todas que eu tenho na perna. É, ninguém é perfeito, só na internet e na tv. E, principalmente, na playboy.

  2. Mesmo eu nunca tendo visto a propagando do McFlurry de Suflair (até pq Mc’s são um pouco mais raros por aqui, e nunca fui fã deles…acho que a última vez que comi lá devia ter ter uns 7 anos…/hhm) prooovavelmente ela não me encheria os olhos. Sei lá, meu sexto sentido diz que não seria nem de perto como na propagando e seu preço seria salgado demais pro meu bolso… :~

    Prefiro comida sem muita frescurada…
    Por isso, viva o Bob’s e seu milk shake de ovolmatine!
    Que mesmo sendo caro, vale super a pena.. 😀

    =**

  3. pode nnao existir perfeição… mas o mc ƒlurry suflair chega perto!!!
    *-* é mto bom!!!! ainda mais quando vc fala pro moço… “capricha!!!”

  4. ai menine, engordei só de ler esse post. ._./
    o McFlurry pode não ser tão bom, mas o Top Sunday de baunilha com cauda de Doce de Leite, esse sim, beira a perfeição (L)

  5. Eu SABIA que esse McFlurry não dava pro gasto. É assim, vem uma geleca branca e mal e mal uns chocolates e uma cobertura NA BORDA DO COPO, que não sai o_O

    É por isso que eu amo ChocoMacs :9

  6. Falouu tudo 😀
    ah na minha cidade(zinha) não tem mc não, então é raro eu comer algo de lá, só mesmo quando dou uma passadinha por joinville e olha por ser tão raro comer essas coisas (que eu sempre achei um absurdo) dai siim eu vejo inperfeições, eu vo ate na puta que pariu pra comer a parada, e dai não satisfaz minha espectativa, aaahhh eu reclamo mesmo!
    sauhasa 😀 ta ótimo o post
    beiiijo boa semana

  7. Foi assim com o McMax, também. Ainda paguei uma fortuna naquilo. E é ruim…
    E lá vamos nós nos contentando com essas vidas medíocres e sendo enganados pelas propagandas do McDonald’s. ¬¬

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s