Amigos amadores

amigo
a.mi.go
adj (lat amicu) 1 Que tem gosto por alguma coisa; apreciador. 2 Aliado, concorde. 3 Caro, complacente, dileto, favorável. 4 Dedicado, afeiçoado. sm 1 Indivíduo unido a outro por amizade; pessoa que quer bem a outra. 2 Colega, companheiro. 3 Amador. 4 Amante, amásio. 5 Defensor, protetor. 6 Partidário, simpatizante. 7 Aliado.

Bota aí  que não podia ser mais clichê começar um post sobre qualquer coisa com uma definição de dicionário de… well, qualquer coisa. Mas às vezes esse meio neurótico meio de organizar as palavras deixa tudo um pouco mais simples. Resumido, eu diria, simples não.

Porque não é simples começar a ser amigo de alguém. Sei lá, quando você sai da barriga  da sua mãe, nem tem que fazer muito esforço; cada membro da sua família, indubitavelmente, no mínimo já fez um “cadê a titiiiiia? Achôô, gugu, achôô!” pra você. Sua vida de afetos e coisas do gênero é muito mansa, no começo. Claro que tem mãe doida varrida que bota o filho num saco de lixo e depois vem dizer que não fez nada disso e é tudo intriga da oposição e blablabla whiskas sachê for life!, no geral sua família gosta de você, ou pelo menos uma vivalma tem uma tendência muito forte a ir coa tua cara. Mesmo que isso venha a mudar com o passar dos anos. E muda mesmo, prontofalei.

Êêêniuêi, amigo é diferente. É a primeira conquista pessoal, o primeiro vínculo com você mesmo, saca? Não, nem eu saquei essa última frase. ‘Cuntece que o afeto do amigo não é entregue de bandeja, assim, não; vai precisar dum montão de afinidades em comum, brincadeiras, piadas, segredos e lanchinhos no recreio para você, afinal, poder olhar na cara daquela criança remelenta de oito anos e dizer “puutz, caaara, você é meu amigo”, com toda a profundidade do seu ser de oito anos.

Tem gente que cansa de brincar e pula fora antes mesmo de alcançar o seu pacote de salgadinhos pela derradeira vez; vai lá fazer amizade com a onça, que é muito mais bacana e selvagem que você. Mas um (ou mais!) sempre acaba ficando, ali, firme e forte, filando o Fandangos e/ou te abraçando, quando tudo o que você mais (achava que) queria era ficar sozinho.

Eu posso me considerar sortuda. Tenho amigos (sim, no plural) que significam o mundo pra mim. Gente que nem sabe da verdadeira fucking importância que um simples “ooooe” pode ter no meu dia, ou como uma lembrancinha singela da minha pessoa já me causa um baita dum sorriso que dura horas. Amigos, sim, que eu não sei se vão estar ao meu lado forevers, mas que certamente já estão em mim (ui) há muito tempo.

De todas as definições do começo do post, a que mais me apetece (ler dicionário faz um beeeem) para definir um amigo é… amador. Parece ingratidão, néam? Pois meus amigos são um bando de amadores! Não só amam e querem bem quem tem por amigos; não só simpatizam e protegem seus aliados. Na busca de entender o outro, torna-se amador do amigo; alguém tão próximo a ele que não pode ser ele. Amador de si mesmo e do outro. Amigo que é amigo entende a dor do outro como se fosse sua; do mesmo modo, sente a alegria do outro só num olhar de relance.

O amigo é um amador.
(Desculpinhaê, Pessoa. A gente se acerta depois, mas os amigos vêm primeiro.)

Anúncios

7 comentários a “Amigos amadores

  1. Nossa.

    Amigos são a vida.
    E não tem nada melhor que olhar nos olhos de um amigo e saber direitinho o que ele está sentindo e pensando.

    (E me orgulho de dizer q vc já é uma grande amiga, Cláu!)

    :*

  2. “Amigo que é amigo entende a dor do outro como se fosse sua; do mesmo modo, sente a alegria do outro só num olhar de relance.”

    Putz falo tudo só com essa, e amigos é o que mais devemos ter na vida, afinal sem ele, não somos nada, pelo menos pra mim, são eles que me fazem crescer a cada dia, aprendendo com os erros, exemplos, porque amigo de verdade se torna tão intimo que você aprende com os erros dele, como se fossem seus, e comemora as vitórias dele, como se fossem suas.!
    Adorei o blog, um beijo, sucesso ;*

  3. Putz…amigos…assunto extremamente delicado de se tratar e principalmente se entender…pelo menos no meu caso…
    Acreditaria se eu dissesse que logo que comecei a ler Anne Frank me passou pela cabeça fazer um post falando extamente sobre esse assunto? E acabei descobrindo que a tempos eu preciso falar sobre o que eu sinto…pq vez ou outra isso resolve ficar martelando na minha cabeça…mas acho que meu post ainda vai ficar pra outro dia, quem sabe quando a al da inspiração resolver bater… (:

    Saudade de conversar… =*

  4. Segunda, antes do meu HD queimar, eu vi um filme, Un Long Dimanche de Fiançailles (a propósito, com a Audrey Tautou, que fez Amelie Poulain*), aqui no BraZZZil, acho que o nome é Eterno Amor. Roteirinho super gostoso no estilo água com gás, doce no começo, mas que amaaaaaaaaaarga no final. A questão é que em uma das cenas do filme, a Tautou, que teve poliomielite quando pequena, está andando (quando pequena) pela rua e um garotinho coadjuvante pergunta “dói quando anda?” e (acho que) ela não responde, então pergunta se ela tem amigos, e ela responde que não com a cabeça, então pergunta: “quer que eu seja seu amigo?”. Essa é uma das cenas mais puras do cinema francês (duuuuh. tá, mas já Ma Vie En Rose? então, mais que isso).
    E ler seu post me deu uma vontade tão grande de perguntar se queres ser minha amásia. Mas seria clichê demais perguntar, então deixa pra lá.

    *Eu fiquei realmente curioso a respeito do seu comentário. Eu não vi Amelie Poulain esses dias, faz, na verdade, bastante tempo que não vejo, mas gostaria de saber qual ligação você teve com Amelie, de lá.

    Não gosto muito de falar sobre amigos, eu detesto me sentir muito clichê com alguns temas, ou com algumas coisas. Fico super sem graça de dizer para alguém ‘pode contar comigo para o que der e vier’, apesar de saber que dizer isso seria absolutamente válido. Vregonhinha boba.

    m’amásia coa cara rósea.

  5. Nem sei se tu vai ver isso…

    mas é por essas e outras que nóis te ama… 😉

    e por mais que eu seja silenciosa, eu tenho lido aqui suas desiluminâncias… =X

    faço eco à última frase da li²….

    =**

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s